domingo, 18 de dezembro de 2011

[Resenha] À Flor da Pele, por Kelley St. John

      Boa noite, aventureiros! =D

      Hoje farei a resenha de um romance de banca chamado À Flor da Pele, cuja capa é... bem... sugestiva, eu diria. Conferindo a resenha vocês entenderão. ;-D Ah! Só mais uma coisinha: eu comprei um exemplar extra do livro, então quem se interessar por ele já pode ficar feliz, pois farei uma promoção. *-*

      Nas primeiras páginas, somos apresentados à Celeste, uma bela jovem de louras madeixas e dúvidas inquietantes. Páginas depois, nos deparamos com Dax Vicknair, o paranormal mais gato que pode habitar a imaginação feminina (sim, me apaixonei por ele, mas nada de tirar uma onda com a minha cara. O cara é potente. rsrsrsrs).

      Durante toda a sua vida, Dax teve consigo a mulher que quis (tambééém...), porém nunca cultivou sentimentos mais fortes ou duradouros que o desejo, o fogo do momento. Mas é claro que alguém teria que, hora ou outra, mudar isso. É nesse momento que entra na vida dele a apaixonada e apaixonante Celeste.

      Após a passagem do furacão Katrina, a fazenda Vicknair corre o risco de ser demolida, porém nem Dax, nem Nanette - a prima que também mora na fazenda - pretendem deixar que isso aconteça, afinal os espíritos precisam da ajuda dos integrantes da família paranormal, e a casa faz parte disso. É claro que, se tratando de um romance de banca, vocês sabem que esse é apenas o pano de fundo da história, não é mesmo?! =)

      Bem, deixemos de lado o pano de fundo e falemos da cena principal: Dax e Celeste. No feriado de 4 de julho, a loura sofrera um acidente gravíssimo e, desde então, as visitas que o galã recebe são da alma de sua garota, e não dela, em sua forma completa. Algo perfeitamente normal para alguém que está acostumado a lidar com espíritos, não? Não.

      Nanette, Dax e os outros integrantes da famíia paranormal estão acostumados a auxiliarem espíritos por meio de missões enviadas por Adeline, avó de Dax, ajudando-os a visitarem seus parentes e orientando-os a seguirem para o outro lado. Celeste, todavia, optou por não realizar a passagem, apenas visitando Dax - e quebrando regras com isso.

      E por falar em regras quebradas, Dax não pode tocar o "corpo" de Celeste com as mãos, o que não significa que eles se comportem tão bem quanto anjos, até por que a loura pode - e quer - tocá-lo.

      Como nem tudo são flores, um problema é apresentado ao peculiar casal: Celeste desaparece quando se cansa e, segundo Adeline, isso pode afetar as escolhas que, por enquanto, ela pode fazer. Perdidamente apaixonado, Dax tenta fazer de tudo para trazer de volta à vida sua amada - partindo do errôneo princípio de que ela estava morta.

      Sensacional! Numa equilibrada mistura entre história, história picante, história picante e história picante, Kelley St John nos presenteia com uma belezura de enredo envolvente, criativo e que traz como tema o amor e o fogo da paixão - mesmo que acima da morte.

      Espero que tenham gostado. Logo mais, promoção do livro.
      Beijos, NikaSanc.



Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

Um comentário:

Escuta Essa disse...

Que história interessante! Adoro romances de banca e esse parece ser muito legal e com um eredo para lá de diferente. Parabéns pela resenha ficou perfeita!

Beijinhos
Renata
http://escutaessa.blogspot.com.br
http://www.facebook.com/BlogEscutaEssa
@blogescutaessa

Return to top of page
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML