segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

[Resenha, Estante Nacional] Não Deixe o Sol Brilhar em Mim, por Evandro Raíz Ribeiro

      Olá leitores!
 
      Que tal começarmos o ano com a resenha de um dos melhores livros infanto-juvenis nacionais que já li? Me parece ótimo!

      Comecemos pelo começo: a capa é intrigante. Transmite uma faísca do universo sombrio no qual Valquíria vive. Os cabelos da garota, porém, são negros, segundo a estória, diferente das amarelas madeixas representadas na capa.

      O título do livro nos remete à essência vampírica - o que não exclui, todavia, a impressão "crepuscular". Essa impressão, porém, é dissipada no decorrer da leitura, apresentando-nos um sentimento muito mais amplo e um significado importante. A descoberta do "motivo do título", pelo menos para mim, foi um momento marcante.

      A leitura é deliciosa. O autor soube colocar muito bem os pontos da história com certa distância e fechar a trama depois. Poucos são os autores que se atrevem a usar palavrões em livros deste tipo. Mais escasso ainda é o número de escritores que consegue deixar suas estórias mais interessantes com essas expressões que usamos corriqueiramente, mas que estamos desacostumados a encontrar em livros. Evandro Raíz Ribeiro soube empregar muito bem todos os recursos que utilizou.

      Quanto ao enredo, podemos classificá-lo como sensacional! Um garoto que acaba de perder os pais vai morar em São Paulo na casa do tio. A esposa do tio, porém, é contra a vinda de Dennis para a casa. De personalidade cruel, a "tia" se coloca no papel de "osso duro de roer" e faz de tudo para que o sobrinho de seu marido Olavo volte para sua terra.

      Como se ele já não passasse por sofrimento o suficiente, dois garotos decidem que Dennis é merecedor de sua "atenção especial", e passam a perseguir o garoto. Em determinado momento, prosseguir com a leitura foi difícil para mim, pois passei a ter muita raiva desses dois personagens. A existência de vampiros, zumbis, lobisomens e de toda a sorte de criaturas sobrenaturais, para mim, é a "válvula de escape" dos personagens humanos. Um personagem criado para ser brutal e sanguinário é diferente de um retrato da sociedade, e desses retratos eu tenho nojo.

      Bem, voltemos à estória. Chateado com o que lhe acontecia, Dennis tardava a voltar para a casa, evitando ao máximo topar com a tia. Para passar o tempo, ele se sentava no banco de uma pracinha próxima ao cemitério e à escola e lia livros os gibis. É em meio a uma dessas leituras que ele conhece Valquíria, uma linda menina - também, com olhos azuis, pele clara e cabelos negros, como poderia não ser? -. Sem saber, ele se apaixona por ela naquele mesmo momento.

      Ele e a garota passam a se encontrar e Dennis descobre que ela tem segredos - mas não descobre, inicialmente, quais são -. Entre passeios, conversas e risadas, o garoto de 14 anos, munido de um estilo nerd e uma coragem inexistente - pelo menos no assunto "garotas" -, pede sua linda acompanhante em namoro. Para sua surpresa, Valquíria aceita seu pedido. Desde então surgiram diversas descobertas, dentre elas, uma fatal: a namorada de Dennis tem uma doença rara e perigosa.

      Um velho ditado diz que as noites de sexta guardam toda a sorte de surpresas, e esse livro comprova o dito. Após sofrerem um ataque, Valquíria mostra sua face oculta ao namorado, fazendo com que ele mergulhe em seu passado para entender o presente. Mas e o futuro, o que lhes reserva?

      Sensacional! O livro mergulha os leitores numa mistura de emoções que tanto pode fazer os leitores se afogarem quanto tomarem um drink. Sem mais palavras, deixo meu conselho: leiam!

      Beijos, NikaSanc.



Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

4 comentários:

Vanessa Vieira disse...

Parabéns pela resenha Nika! Estou ansiosa para ler Não Deixe o Sol Brilhar em Mim! Beijos!

Mireliinha disse...

Só leio resenhas positivas desse livro!
Curiosa é pouco, né?! rs.

:*
Mi
Inteiramente Diva

Gabi Lima disse...

Parabéns pela resenha!
A capa e o título não me chamaram muito a atenção, mas gostei da história.

Bjs
Gabi Lima
http://livrofilmeecia.blogspot.com

Roberta Silva disse...

Emprestei esse livro de uma amiga. É muito bom! Tem seus erros de digitação, mas a história é uma delícia!
Parabéns pela resenha!

Return to top of page
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML