sábado, 4 de agosto de 2012

[Resenha, Estante Nacional] Leia-me, por Rodolpho P. Wraider (Rodolfo Pomini)

   Olá, olá!

   Hoje a resenha é especial, pois o autor é parceiro. Falarei-lhes sobre Leia-me, o primeiro livro de Rodolfo Pomini.

   O que faria você, leitor, caso topasse com um livro que lhe desse a ordem de lê-lo? Leria-o? Tem certeza? Nem eu, nem William Shautter, protagonista da história, acreditamos que seja uma boa ideia.

   Há tempos sem notícias do avô, o homem foi fazer-lhe uma visita. Bebeu chá, ouviu uma história sinistra e foi deixado para trás a sós com um presente maldito: Leia-me, dizia a capa.

   "A curiosidade é um mal que abate a humanidade."
Página 37

   Tomado pela curiosidade, William faz o que não deveria: inicia a leitura. Não muito tempo se passa até que ele descubra o conteúdo das páginas: demônios, maldições, seres dispostos a matá-lo.

   Diversas histórias são contadas e, para cada uma delas, algo tenebroso ocorre ao curioso, fazendo-o pagar pelas palavras lidas. Há um porém que, creio, deve estar lhe inquietando: por que raios ele não para a leitura? Porque ele não pode. Sua vida depende passou a depender do fim da leitura assim que ele absorveu o conteúdo da primeira página.

   De que tens medo, leitor? Das muitas coisas que pensará, ao menos uma encontra-se nesse livro. E, se alguém te disser um dia que deves encarar teus medos, atenta para o falante. Ou ele não sabe de toda a verdade, ou ele sabe e seu conselho não é muito bom. De qualquer forma, a decisão é tua. Caso acredites que o melhor é a leitura do livro, esteja avisado de que olhos negros estarão à espreita, e depois de tudo restará apenas uma questão:

   "Até quando seremos curiosos?"

Leia-me
Quando começado... Deve ser terminado.



Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

Um comentário:

Paula C. disse...

Já tinha visto esse livro, fiquei bem curiosa pra ler! hehehe

Return to top of page
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML