domingo, 11 de novembro de 2012

[Resenha de Filme] Amanhecer - Parte I

   Boa noite, leitores do APT!

   Acabei de assistir (outra vez) ao penúltimo filme da Saga Crepúsculo (pra entrar no clima do dia 15, lançamento da Parte II). Acabei de me lembrar, aliás, de que esta resenha foi a primeira prometida por aqui. Eu demoro, mas cumpro aquilo que eu digo. rsrsrs Vamos falar do filme, pois!

   Todo mundo acha que "pega mal" gostar de Crepúsculo. Uns dizem que a história é ruim, outros que o Edward é a Sininho e que a Bella é sem sal. E eu, com a minha humilde opinião, não posso deixar de concordar parcialmente com isso. As partes negativas já foram expostas, mas o que eu nunca disse é que eu gosto, sim, da série. Não amo. Não acho perfeita. Não a tenho como favorita. Não. Mas gosto.


   Se pararmos pra pensar, a história é tudo aquilo que ela tinha que ser, dentro daquilo que a própria história propõe. Não se pode comparar - coisa que eu fiz por algum tempo, mas depois caí na real - Crepúsculo com clássicos; não se pode comparar Edward com Vlad Tepes; não se pode comparar Bella às Noivas de Dracula. Definitivamente, é esse o erro. Crepúsculo não é um dos clássicos, portanto, se comparado a qualquer um destes, será classificado como porcaria. Deve-se reparar naquilo que a história conta.

   Em Amanhecer I acontecem, a meu ver, as coisas menos importantes - porém muito empolgantes - do final da Saga. Edward e Bella se casam, vão para o Rio de Janeiro (que, aliás, não precisava ter sido mostrado daquele jeito. O Brasil não é só samba e beijo na boca. Desculpe, sociedade) e transam - tudo aquilo que todo mundo já sabe. Pluma pra cá e pra lá, cama quebrada e o Edward sendo mais dramático do que mãe quando quer que a gente lave a louça.

   Pulando para a parte mais importante: Bella engravida. No livro, eu achei isso o máximo, mas no filme, fiquei um tanto... horrorizada não é a palavra certa. Atenuem a circunstância e entenderão como eu fiquei. é algo perto do "pasma". Não porque fosse diferente do que estava no livro ou porque eu tivesse um "siricotico" ao ver Bella tomando sangue de canudinho. Eu fiquei em choque é com os efeitos. Cara, a Bella parecia uma velha! Parecia mesmo que a criança estava sugando a vida dela, e eu achei isso muito legal! - não que eu quisesse que ela tivesse morrido, até porque a história gira em torno daquele ser em eterno estado vegetativo, e sem ela a coisa toda acabaria. Ironia do destino, não?

   Enfiiim... vamos deixar a ironia com o destino e voltar à resenha. Falando sobre atuação, temos tudo aquilo que quem assistiu aos outros filmes já conhece. Edward continua tentando não mexer muito o rosto (Deus, a ironia não sai de mim!), Jacob continua sendo o cara mais gato do filme - mesmo com Jasper tentando ganhar - e Bella, bem... é a mesma coisa de sempre. Sua atuação é ruim porque ela não faz nada, não exprime reações, etc. Se bem que o personagem dela é assim, então, fazendo uma má atuação, ela está fazendo uma ótima atuação (deu pra entender o que eu disse? Até eu fico confusa com essa menina).

   No fim das contas, eu não vou falar o resto do filme porque todo mundo já sabe. E quem não sabe, bem... quem não sabe é porque não se interessa pelo assunto, então não está lendo isso. Só digo que eles conseguiram o que queriam, em todos os sentidos. O filme foi ótimo com relação aos efeitos, mas o "final" foi péssimo. Isso porque o final não deu fim ao filme. É a partir dali que a história fica boa! Fazer o quê? Agora é esperar o lançamento do último filme no dia 15 e torcer para que ele seja bom.

   Até mais, galerê! Beijos!

   Obs: para quem quiser ver o trailer do próximo filme, fica a dica, digo o link.



Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

2 comentários:

Josy Tortaro disse...

Nika, linda, amei sua resenha, bem isso! hahaha Também amei os efeitos. Para se dizer a real: esse filme foi o melhor produzido de todos! E por terem dividido o livro 4 (gigantesco) em 2, tornou a história menos corrida, com menos cortes que os fãs piram quando acontecem. achei super fiel e as adaptações, aceitáveis. Mas a produção e os efeitos, foram incríveis, inclusive do final! hahaha E a trilha sonora, esqueceu de mencionar, é a melhor! Top! Enfim, estou apostando todas as minhas fichas na parte final. Com certeza Bill Condon vai arrasar nos efeitos e nas lutas! Simbora que dia 15 está às portas! Beijos!

Vanessa Vieira disse...

Parabéns pela dica Nika! Já assisti todos os filmes da saga Crepúsculo e curti bastante, apesar de não ter engolido alguns detalhes. Beijo!

Return to top of page
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML